RSS

sábado, 4 de setembro de 2010

Testemu... O quê?

Esse eu tirei ainda mais do fundo do baú... minha maninha Viva (Évellyn) o escreveu em setembro de 1997 para o Jornal Âncora de Campo Grande/MS e, posteriormente, ele foi reproduzido na Revista Adventista. Ela tinha acabado de completar 14 anos, na época, mas a mensagem é válida para todas as idades. Tenho certeza de que vocês também vão gostar =)

TESTEMU... O QUÊ?
Você sabe qual é a importância de testemunhar e qual a melhor maneira de faze-lo?

Há pouco tempo numa reunião da Escola Sabatina, quando nos perguntaram sobre testemunho para com os não-cristãos, uma amiga minha também adolescennte respondeu: "Acho que a gente, às vezes, se descuida e acaba dando uma impressão bastante negativa a quem nos observa. Parece que estamos tão preocupados com os nossos problemas que não percebemos os problemas que os outros enfrentam. E quando nos perguntam sobre nossa religião, por exemplo, damos respostas impensadas e insensíveis, que tratam muito mais das regras e deveres do que contém uma mensagem de amor."

Concordei com ela na hora, claro. Porque foi muito feliz em sua resposta e acho que tem mesmo razão. Minha irmã também disse uma coisa interessante, que anotei para por aqui: "Precisamos mostrar que somos diferentes. Quer dizer, somos diferentes porque temos Cristo e Cristo faz a diferença. Além de falarmos, temos de agir e fazer tudo com amor."

O que eu penso é que normalmente não nos preocupamos em testemunhar. Só queremos "parecer certinhos" na presença de irmãos da igreja. Quando o pastor nos "flagra" falando palavrão ou usando uma pulseira, ficamos super encabulados, mas é apenas isso. A gente se esquece que Deus está sempre observando tudo o que fazemos e espera que independentemente da opinião do pastor ou de quem quer que seja sobre nós,demonstremos aos outros o Seu amor através de nossas ações.

Imagine como seria maravilhoso se as pessoas nos dissessem: "Ah, que religião boa essa de vocês! Vocês ajudam a quem precisa. Aceitam a todos na igreja. Não ficam sentados, esperando que a igreja encha sozinha. Vão até os que precisam ser resgatados e os trazem para a igreja..." Não seria ótimo se fosse assim?

Muitos não se interessam por nossa religião porque acham que o ser cristão não melhora sua situação em nada. Os cristãos podem ajudar os necessitados, mas muitas outras pessoas fazem a mesma coisa. Os cristãos acreditam em honestidade, integridade e amor altruísta, porém muitas outras pessoas também defendem esses valores. Sendo assim, o que os cristãos têm além dos valores morais que a humanidade já conhece como essenciais?

Como cristão, nosso maior privilégio é o relacionamento direto com Deus, sem culpas nem temores, através de Jesus Cristo. E é isto que fundamenta outra vantagem que temos: a esperança. Um "senso de futuro" que, embora muitas coisas na Terra possam parecer misteriosas e sombrias agora, dá-nos a certeza de que tudo vai melhorar e que Deus nos dará forças para superar todas as dificuldades. Testemunhar é simplesmente deixar transparecer isso.

Évellyn Christinne Bruehmueller Ramos (14 anos, da Igreja do Pênfigo)
Jornal Âncora - Ano 2 Nº17 - Setembro de 1997

1 comentários:

centauro disse...

Gostei de sua narraçao. Saúde!!!!
Mozart